quarta-feira, 26 de agosto de 2015

Novidade da moda brasileira: Jo de Paula



Você sabe o que é o slow fashion? Assim como o slow food, que surgiu como oposição ao hábito de comer rápido, em pé e sem qualidade, a moda também percebeu que os produtos descartáveis, sem criatividade e descaradamente copiados estavam invadindo o mercado por conta dos seus baixos preços e facilidade de produção em países da Ásia. Este tipo de consumo, embora muitas vezes conveniente, traz um impacto devastadoramente negativo, tanto para os trabalhadores que são muitas vezes submetidos à condições de vida no limite da escravidão, para os estilistas que perdem a chance de expressar sua criatividade (ou ainda de serem ostensivamente plagiados sem nenhuma consequência) e para o consumidor, que no fim das contas acaba não levando tanta vantagem assim. Fica complicado expressar sua individualidade quando todas as opções disponíveis estão massificadas.



Como o blog está sempre do lado do novo, estamos constantemente de olho no que aparece por aí no cenário da moda e foi com muita alegria que fiquei sabendo sobre a marca Jo de Paula (já aviso que este não é um publi, conheci a marca e realmente me apaixonei por ela). Joana, estilista, é formada em moda no Rio de Janeiro e estudou também no Fashion Institute of Technology (FIT) em Nova York. De volta ao Brasil, trabalhou com diversas marcas já estabelecidas no mercado como Osklen, Água de Coco, Maria Filó, Agilitá e Glorinha Paranaguá, até lançar-se em carreira solo no começo de 2015.



Sua coleção, batizada de Metropolis em homenagem ao filme clássico do Expressionismo alemão de Fritz Lang, mistura a singeleza do crochê com as formas arrojadas das grandes cidades. Joana, que se radicou no Ceará e comanda a marca da capital Fortaleza, faz uma bela mistura do globalizado e do regional, fazendo com que os dois grandes conceitos (aparentemente opostos) que permeiam as mentes do século XXI sejam casados sem nenhuma dificuldade. Vamos ficar de olho, parece que desta cartola ainda vão sair muitos coelhos!



segunda-feira, 24 de agosto de 2015

Tendências gastronômicas: cozinhando com vapor



O século XIX trouxe muitas mudanças na nossa maneira de viver. Enquanto a geração dos nossos pais e avós casavam cedo, moravam em apartamentos com grandes cozinhas e consumiam uma gama mais restrita de alimentos, estamos ficando solteiros até muito mais tarde, morando em apartamentos do tamanho de um armário e tendo acesso a produtos que voam do mundo todo para as gôndolas de supermercado.

Eu, a chef Natália dos Santos e a blogueira de gastronomia Cecília Padilha, cozinhando com nosso convidado da platéia. 


Cozinhar em casa, paradoxalmente, é uma tendência que ressurgiu no novo milênio apesar de todas as dificuldades domésticas. Mesmo com elas, existe hoje um interesse maior pelos produtos que consumimos, além de uma oferta tentadora de opções. Pensando em dar uma mão para quem quer começar a se aventurar neste universo, mas ainda não sabe como, a Knorr organizou uma palestra durante o evento Rio Gastronomia, onde diversos restaurantes e chefs do Rio se reúnem para trocar idéias e, é claro, mostrar suas criações para o público. O desafio da chef Natália dos Santos foi ensinar para os cozinheiros amadores (alguns de primeira viagem, outros nem tanto) a utilizar a antiga técnica francesa do papillote, onde o alimento é cozido no vapor e assim agrega mais sabor e menos gordura no resultado final.

Sabe aquele charme das micro cozinhas de Paris? Pois bem, elas chegaram à nossa realidade. É hora de buscar alternativas para cozinhar de modo eficiente dentro de espaços limitados. 


O pulo do gato foi a apresentação do Knorr Meu Assado, um sistema onde o alimento é cozido num saco plástico com um pequeno lacre, reproduzindo a técnica dos grandes cozinheiros. Enquanto a Natália orientou a platéia, e até chamou voluntários para o palco, eu e a Cecília Padilha (do blog Yes We Cook) conversamos um pouco sobre as novidades do universo das panelas. A conclusão de tudo que conversamos é que não existe motivo para ter medo do forno e do fogão: aventure-se na cozinha com o auxílio dos produtos que estão aparecendo para tornar a nossa vida mais prática.

Cozinhar no vapor é uma técnica muito usadas nas culinárias francesa e asiática e agora está ao alcance dos chefs amadores.